Muco, ou Um Pedaço do Inferno

A viatura subia preguiçosamente a avenida principal. Passava do meio-dia. Porra, comi um bocado! Mas que calor, vai tomar no cu! Se pudesse eu tirava esse cinto… falou de uma só vez o que estava no banco do carona. O do volante não gostava daquele jeito de falar, talvez por isso mantinha-se em silêncio na… Continue lendo Muco, ou Um Pedaço do Inferno

Um Homem Santo

Depois de um dia inteiro gravando CDs pirata num quarto pequeno e sem ventilação saíamos na tentativa de vender uma boa parte daquele material. Mas sempre que conseguíamos uma certa quantia encerrávamos o expediente, comprávamos um vinho ou outra bebida mais pesada para ser misturada com outra bebida e então ligávamos pro Carlos, que não… Continue lendo Um Homem Santo

Vermelha, ou, Notícias do Subterrâneo

O objetivo de quem se mete a fazer cinema não é tão diferente dos objetivos despertados noutros ofícios: encontrar na sua arte um lugar onde se assentar, construir sua casa, desenvolver seu trabalho, dar sentido à sua vida, se afirmar diante de um mundo caótico: sou cineasta! E então colher os frutos de seu trampo.… Continue lendo Vermelha, ou, Notícias do Subterrâneo

Breve nota sobre Temporada e a complexidade do banal

Temporada, André Novais, 2019 Juliana senta-se ao lado do amigo que está olhando o lago, ela coloca as sacolas de compra no chão, se ajeita ali, parece manhã de sábado. O amigo fala de seus problemas, Juliana escuta como se escutasse a si e a seus problemas. Ela se dá conta de algo ali, algo… Continue lendo Breve nota sobre Temporada e a complexidade do banal

Tropa de Elite e o Imaginário Reacionário

Lembro que fui na loja de um amigo e ele me mostrou um dvd pirata com um policial de farda preta na capa, nem nome o dvd tinha. Cara cê tem que ver isso, que filme foda! foi o que ele me disse. Num tinha botado fé não. Achei que era mais uma tentativa de… Continue lendo Tropa de Elite e o Imaginário Reacionário

A Derradeira Imagem de Minha Vó

Ontem, ouvindo Tristeza e Solidão de Baden Powell, veio, por fim, a imagem de minha vó no caixão. Ela vestia uma roupa corriqueira, um vestido de estampa florida; ela, miúda, estava meio desajeitada num caixão sem ornamento algum, a cor opaca da madeira dava uma impressão distante da que usualmente eu assimilava ao ritual do… Continue lendo A Derradeira Imagem de Minha Vó