O Deserdado

Um barulho estranho fez-se lá fora. Jânio fingiu não ouvir, mas se sobressaltou. Forçando o estado de espírito anterior ao barulho, se ajeitou no sofá e colocou a xícara de chá na mesinha de centro e ligou a TV. Ô tio, tem alguém aí? - A voz veio lá de fora, invadiu a sala sutilmente,... Continuar Lendo →

Um Assassinato Qualquer

Um boteco é como uma zona livre, um espaço autônomo perdido nas entranhas da cidade: ideias irresponsáveis, casos fantásticos, personalidades em ebulição, e o companheirismo que parece se afirmar autêntico e livre das amarras da competição, e às vezes o oposto também, como uma guerra fugaz e furiosa, uma tempestade assustadora que de repente se... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑