A Derradeira Imagem de Minha Vó

Ontem, ouvindo Tristeza e Solidão de Baden Powell, veio, por fim, a imagem de minha vó no caixão. Ela vestia uma roupa corriqueira, um vestido de estampa florida; ela, miúda, estava meio desajeitada num caixão sem ornamento algum, a cor opaca da madeira dava uma impressão distante da que usualmente eu assimilava ao ritual do… Continue lendo A Derradeira Imagem de Minha Vó

Um Assassinato Qualquer

Um boteco é como uma zona livre, um espaço autônomo perdido nas entranhas da cidade: ideias irresponsáveis, casos fantásticos, personalidades em ebulição, e o companheirismo que parece se afirmar autêntico e livre das amarras da competição, e às vezes o oposto também, como uma guerra fugaz e furiosa, uma tempestade assustadora que de repente se… Continue lendo Um Assassinato Qualquer

Tolstói

Entrei na panificadora e não havia movimentação, bocejava enquanto protegia meus olhos da luz do sol refletido pelos vitrais do balcão. Eu não fazia a menor ideia do que compraria pro café da manhã. De repente, sem que me desse conta, estava tudo muito tumultuado. Eis que surge uma mulher sorridente, loira, cabelos lisos, alta,… Continue lendo Tolstói